08/02/2014 - Notícias e Lincks de Bacharéis e Apoiadores da Causa do Movimento Nacional dos Bacharéis em Direito - MNBD

  Durante alguns anos muitos acidentes ocorreram na vida dos familiares, do círculo de amizades e dos próprios Bacharéis e Bacharelas em Direito. As contribuições de notícas são as mais variadas contribuindo para que a Direção Nacional dos Bacharéis em Direitos possa se abastecer cada vez mais de informações com a finalidade de atuar frente aos mais diversos organismos de defesa das garantias e direitos fundamentais.

Além de apoiadores, os participantes e membros diretos e indiretos como o caso do José Maria Costa Araújo de Fortaleza que publica seus artigos em seu blog https://www.facebook.com/universidade.defortaleza.1, bem como a Dra. Ana Cristina Ana Reis da cidade de Aracajú Estado de Sergipe, o colega Leandro Meneghini do Estado de Santa Catarina que não tem medido esforços emprestando além de sua solidariedade bem como abnegado lutador para por fim ao Exame de Ordem.

Não menos importante e foram os que trouxeram o Movimento Nacional dos Bachareis em Direito - MNBD, os colegas Itacir Flores e Emerson Rodrigues, fundadores do MNBD e que nunca se afastaram causa em relevo. Nesta mesma esteira os colegas Jorge Litwinczuk, a colega Gisa Almeida Moura, do Rio Grande do Sul, não esquecendo os inestimáveis apoiadores Dr. Carlos Alexandre da Silveira Dias e Dr. Valney Luiz Vargas da Silva, ao lado de Josè Luis Schneider e Carlos Otávio Schneider, conduzem atualmente os desígnios do MNBD.

O Estado do Rio de Janeiro sempre brilha quando falamos de Celso Fernandes e Gilvan José da Silva, bem como os milhares de Bacharéis da cidade maravilhosa. No Estado de São Paulo, as queridas Colegas Mag Zoccoli, Gabriela Lourenço Américo, Ariosto Moreira, Reinaldo Lula Barbosa, Fábio Junqueira que tem emprestado relevantíssimos serviços em especial na contra regra de bastidores. 

Quem pensava que a luta estava perdida, mudem de pensamento. Aqui estamos para dizer e renunciar a existência de um pseudo poder da OAB. Ela vem sofrendo o revés diário, para não dizer, hora a hora. Uma situação pela qual ela não precisaria passar, mas está cavando seu próprio sepulcro. Algumas Seccionais da OAB vem reclamando, através de seus presidentes, da perda de receitas das seccionais por conta da que do número de inscritos. É sabido que as taxas de inscrição não são repassadas às seccionais, logo, não participam o fracionamento das receitas auferidas por conta da inscrição para o exame de ordem. 

Mutatis, Mutantis, a OAB cava sua sepultura. Longe e na contra mão do modelo federação, ela vem centralizando sistematicamente suas receitas agindo nas vestes do governo federal que tudo quer arrecadar e repartir, por conta de conchavos políticos. As seccionais padecerão em breve. O Judiciário perderá grandes operadores do direito por conta desta imoral reserva de mercado imposta pela ilegalidade normativa brasileira, colhendo os resultados num futuro que bate a porta. Será tarde corrigir. Os cursos de Direito estão perdendo espaço para outros onde o formado pode realmente,apos a diplomação exercer sua atividade profissional para a qual se formou, diferentemente o Curso de Direito, revestido da resrva de mercado imposta por um organimso alheio a ordem legal. Esta se constitui a antípoda dos Bacharéis em Direito.


Desenvolvido por: Lccomunic.com.br Diretoria Nacional Quem Somos O que é o MNBD